Receba nossa newsletter

desencanto

É preciso podar para crescer com força, expandir é consequência. Dar espaço para o novo e o essencial. Sentir e ser profundamente. Libertar-se. Abrir a visão da intuição. Descolonizar. Ritualizar e fazer de toda escolha uma aposta de amor e autoamor. Receber luz, ofertar calor. A gente também é flor.

desencanto

Neste ensaio de beleza muito pessoal, dou especial atenção ao trabalho de aquarela da maquiadora Kathê Portillo, uma poeta com seus pincéis e cores e quem no dia das fotos ainda raspou a minha cabeça.

Cheguei no estúdio, como nunca, sem referências na mão. Ela conduziria então a tradução em arte de um florescer espiritual que, apesar de muito íntimo, é impossível passar despercebido.

desencanto beleza

Raspar a cabeça foi instintivo, quis me coroar assim de repente sem pensar. Sei que no fundo tem um desejo de recomeço e reencontro, de intensificar a minha sensibilidade, afinar a minha antena.

“Mas por quê você raspou a cabeça?”. Essa é a pergunta que mais escuto ultimamente. Sempre tive vontade, mas só realizei agora aos 40 anos. Não tenho uma teoria sobre isso como viram, apenas sensações. Eu sei que é impactante e que envolve coragem, mas coragem nada mais é do que agir com o coração.

A alegria que nasce no peito com ramos de alecrim sobe até um ponto azul no terceiro olho. A inspiração é o “despertar”.

“Queríamos trazer a técnica da aquarela que está muito presente no meu trabalho usando natureza e intensidade de cores. Escolhi algumas plantas que representam a cura energética e que mexem com as nossas frequências vibracionais, se manifestando no corpo e psique. Afinal, a natureza é uma Deusa sagrada. A flor de Lótus alinha o chakra coroa e conecta a energia Universal Divina. Esse chakra é associado à sabedoria, iluminação e transcendência. Quis amarrar o vermelho da flor de lótus à força do Divino e com o vestido épico da Heloisa Faria. Fiz as folhas de alecrim se relacionando com o terceiro chakra, o plexo solar, que é o centro de poder das emoções e do controle positivo de si mesmo. A lavanda se conecta com o chakra do coração, o centro do amor, da compaixão, do perdão e do sistema energético do nosso corpo. Tivemos também o momento de raspar a cabeça. Foi lindo, libertador e transformador. Com muito autocuidado e conexão real por trás de tudo, e assim aconteceu ‘o despertar'”, descreveu Kathê, que além de tudo me fez uma pele perfeita e um olho de beleza leve e iluminado.

Com Heloisa Faria, me vesti de força e movimento para personificar a fluidez que pede a presença na confiança e na entrega. O vestido é todo de tule vermelho bordado com pérolas e o decote perfeito emoldurou a obra da Kathê.

beleza em desencanto

Fotos: Victor Affaro / Make: Kathê Portillo / Vestido: Heloisa Faria

Assine a newsletter do CENA CRUA!

+ BELEZA ANCESTRAL

facelift
Foto Alexander Krivitskiy, no Unsplash

“Uma coisa que a gente nem percebe é que a nossa vida está muito no nosso rosto, as nossas experiências e emoções. Na testa fica a preocupação. No maxilar a ansiedade. A maçã do rosto tem tristezas. O inchaço e a celulite podem ser retenção de energias, acúmulo de pensamentos, mágoas, registros negativos, chakras bloqueados”, me contou a jornalista, sexóloga e terapeuta integrativa Luciane Angelo para esta entrevista sobre o Facelift Energético, um desdobramento do Barras de Access voltado para cuidar da beleza e da manifestação das nossas emoções na pele. “A psicanálise é um grande suporte, mas existem momentos que nem a gente sabe o que tem ali tão profundo. Tanto nas Barras como no Face, a gente mexe em coisas que não conseguimos identificar nem verbalizar”, completou a terapeuta.

Desde que ouvi falar em Facelift Energético fiquei curiosa justamente pelo nome. Há dois anos, Luiza Tassinari, uma amiga terapeuta, me apresentou. Fiz uma sessão super relaxante focada em algumas áreas do meu corpo que acumulam mais gordura, mas ela mora longe e não dei continuidade. Conhecendo o talento da Luciane Angelo em explicar coisas complexas, quis entender mais sobre o Face (tô quase íntima já!).

Estética e bem-estar emocional com Facelift

Com a técnica, Luciane trabalha autoestima, confiança, ansiedade e a própria sexualidade, especialmente das mulheres, juntando outros processos terapêuticos específicos para focar ainda mais na questão, geralmente impactada pela forma como nos vemos e julgamos. O tratamento também é preventivo, já que pretende ressignificar vivências e a materialização delas no corpo físico.

A beleza profunda precisa ser lapidada com ajuda de uma transformação interna. Por isso, Barras de Access é a base do Facelift Energético que também trabalha com a estimulação vibracional, com a imposição das mãos e intenção de cura em pontos na cabeça e no corpo que guardam padrões energéticos cristalizando crenças e comportamentos. Imprimindo na nossa imagem, seja na postura da coluna ou numa testa tensa, suas marcas e couraças. “A mulher começa a sentir as marcas de expressão mais suaves em paralelo a isso estamos liberando uns lixos emocionais. É um tratamento de amor-próprio. O semblante fica com um ar mais descansado e a pele ganha um brilho natural”.

No modo slow beauty que a gente ama por aqui, me parece que o Face traz um resultado estético, a médio e longo prazo, a partir de uma construção/desconstrução que envolve entrega e constância.

Como é o tratamento?

A sessão do Facelift Energético dura uma hora e o ideal é repetir a cada 15 dias. É um tratamento que deve começar com Barras de Access e depois seguir alternando as práticas. Ainda no processo, tem medição radiestésica para acompanhar o fluxo energético da paciente e a evolução dos procedimentos na harmonia dos corpos sutis.

Coragem, criatividade e força vital também emergem da experiência, segundo Luciane que atende aos finais de semana na Vila Madalena, São Paulo. Além disso, ela é colunista da Vogue e produz um conteúdo super interessante no seu IG (@lucianeangelo) para quem quiser se familiarizar com suas ideias e pesquisas.

Assine a newsletter do CENA CRUA!

Veja entrevista sobre Barra de Accsess no IGTV do CENA CRUA aqui e aqui

+ BELEZA ANCESTRAL