Beleza Crua

BELEZA EM DESENCANTO

por

É preciso podar para crescer com força, expandir é consequência. Dar espaço para o novo e o essencial. Sentir e ser profundamente. Libertar-se. Abrir a visão da intuição. Descolonizar. Ritualizar e fazer de toda escolha uma aposta de amor e autoamor. Receber luz, ofertar calor. A gente também é flor.

desencanto

Neste ensaio de beleza muito pessoal, dou especial atenção ao trabalho de aquarela da maquiadora Kathê Portillo, uma poeta com seus pincéis e cores e quem no dia das fotos ainda raspou a minha cabeça.

Cheguei no estúdio, como nunca, sem referências na mão. Ela conduziria então a tradução em arte de um florescer espiritual que, apesar de muito íntimo, é impossível passar despercebido.

desencanto beleza

Raspar a cabeça foi instintivo, quis me coroar assim de repente sem pensar. Sei que no fundo tem um desejo de recomeço e reencontro, de intensificar a minha sensibilidade, afinar a minha antena.

“Mas por quê você raspou a cabeça?”. Essa é a pergunta que mais escuto ultimamente. Sempre tive vontade, mas só realizei agora aos 40 anos. Não tenho uma teoria sobre isso como viram, apenas sensações. Eu sei que é impactante e que envolve coragem, mas coragem nada mais é do que agir com o coração.

A alegria que nasce no peito com ramos de alecrim sobe até um ponto azul no terceiro olho. A inspiração é o “despertar”.

“Queríamos trazer a técnica da aquarela que está muito presente no meu trabalho usando natureza e intensidade de cores. Escolhi algumas plantas que representam a cura energética e que mexem com as nossas frequências vibracionais, se manifestando no corpo e psique. Afinal, a natureza é uma Deusa sagrada. A flor de Lótus alinha o chakra coroa e conecta a energia Universal Divina. Esse chakra é associado à sabedoria, iluminação e transcendência. Quis amarrar o vermelho da flor de lótus à força do Divino e com o vestido épico da Heloisa Faria. Fiz as folhas de alecrim se relacionando com o terceiro chakra, o plexo solar, que é o centro de poder das emoções e do controle positivo de si mesmo. A lavanda se conecta com o chakra do coração, o centro do amor, da compaixão, do perdão e do sistema energético do nosso corpo. Tivemos também o momento de raspar a cabeça. Foi lindo, libertador e transformador. Com muito autocuidado e conexão real por trás de tudo, e assim aconteceu ‘o despertar'”, descreveu Kathê, que além de tudo me fez uma pele perfeita e um olho de beleza leve e iluminado.

Com Heloisa Faria, me vesti de força e movimento para personificar a fluidez que pede a presença na confiança e na entrega. O vestido é todo de tule vermelho bordado com pérolas e o decote perfeito emoldurou a obra da Kathê.

beleza em desencanto

Fotos: Victor Affaro / Make: Kathê Portillo / Vestido: Heloisa Faria

Assine a newsletter do CENA CRUA!

+ BELEZA ANCESTRAL

Você pode também gostar de

Sem comentários

Deixe uma resposta