Bem-estar/ Para pensar junto

O VERBO DO MOMENTO: TRANSFORMAR

por

Transformar. Talvez esse seja o verbo que mais faça sentido pra mim. É com ele que tenho pautado a minha vida diariamente, desde que descobri que precisava mudar tudo. Tudo, mesmo! Se eu contar aqui todo o meu processo de borboleta, vou esgotar o tempo regulamentar das coisas. E tempo, aprendi, não é dinheiro, é riqueza! É uma riqueza como nenhuma outra.

Mas, como essa é a minha primeira colaboração aqui no CENA CRUA (um blog que eu sempre gostei de ler), vou ao menos resgatar uma parte essencial dessa trajetória que não para (e eu não quero mesmo que pare, quero que a transformação seja constante e evolutiva!). Há uns 6, 7 anos, me vi cansada, doente, infeliz com a minha vida profissional e com um dia a dia totalmente desenfreado, cheio de vícios (principalmente alimentares).

Meditação e yoga na rotina, de preferência perto do mar da Bahia

Estava na cara que aquilo não podia durar uma vida inteira, a não ser que esse “inteira” durasse menos do que o normal. Bom, eu precisava me alimentar melhor, dormir melhor, me relacionar com o mundo de forma mais consciente e plena. Essa percepção acelerou por conta da minha saúde e imediatamente fui buscar ajuda.

Me propus a fazer um retiro e depois me aventurei num tratamento ayurvédico (o intenso panchakarma) que foi…. maravilhosamente transformador. Ali houve uma quebra e para trás não dava mais para voltar! Me inspirei a mudar hábitos diários, a descobrir novos olhares e sabores para a vida. Tudo ficou mais colorido (eu sempre gosto de dizer assim!). De fato, acredito que quanto mais saudável estamos, mais o mundo parece lindo.

Com corpo e mente desintoxicados, pude sentir a sutileza das coisas. Do tempo, dos alimentos naturais, do prazer do tato, de sentir um aroma fresco. Eu parei para ver a banda passar, finalmente! E a banda é essa vida colorida que eu falo que existe. Principalmente porque foi assim que eu passei a fazer escolhas mais inteligentes e felizes. Comecei a preparar a minha própria comida, a experimentar outros ingredientes e temperos. Parei de comer uma série de alimentos que na verdade não me alimentavam. E por aí vai.

Patricia Helu
Viagens imersivas com pouco celular e muita caminhada perto da natureza. A calma trouxe o valor do presente e de cada instante

É pessoal demais esse relato, claro, mas tudo isso não aconteceu só comigo. Aconteceu com meu marido e com alguns amigos ao redor. Vivemos um momento de informações valiosas chegando muito fácil. E como uma consequência de tudo de bom que começou a me acontecer, resolvi abrir também as minhas experiências e pesquisas sobre alimentação e nutrição.

Cozinhar pra mim é um ato transformador, ainda mais se cozinho para outras pessoas ou se ensino o que sei para elas. Essa conexão com o outro, essa alegria em dividir faz cada vez mais sentido e me dá a certeza de que estou num caminho bom. Vivendo plenamente nesse tempo, em que as informações são passadas de forma simples e direta. Minhas redes e cursos são um reflexo disso. A gente tem que passar pra frente o que descobre de legal. A gente tem que vibrar com uma transformação coletiva e em massa!

E eu conto tudo isso aqui porque certamente me identifico com esse canal e com o propósito dele, tão parecido com o meu. E também porque com isso tenho a chance de convidar mais pessoas para esse movimento que vem daquele tal verbo transformar.

Hoje, vivo entre São Paulo e uma casa que eu sonhei lá na Bahia. Viajo bastante, e a cada dia tento aprender. E ensinar. Meus textos aqui serão sobre isso, sobre tudo aquilo que vejo e experimento e que me traz satisfação. Sobre coisas que a gente costuma comentar com as amigas e os amigos próximos num papo leve. Cheguei e mês que vem conto mais sobre o meu sonho na Bahia!

Patricia Helu no sul da Bahia, o seu paraíso na Terra em foto feita por Marco Maia

*Patricia Helu é chef de cozinha, mas gosta de ser chamada de cozinheira. Cursou Nutrição Ayurvédica, foi assistente da chef canadense de raw food Joanne Gerrard Young e fez cursos no Natural Gourmet Institut em NY. Ficou conhecida pelo talento de compartilhar em suas redes (@patriciahelu) receitas saudáveis e funcionais, e também pelas dicas de bem-estar e autoconhecimento. Dá palestras e aulas online e presenciais por todo o Brasil. Gira o mundo atrás de alegria e sabor. Mora na Bahia e volta para São Paulo porque gosta de estar rodeada de novos projetos e pessoas. Patricia já trabalhou no mercado financeiro, teve uma marca de moda e hoje é só cozinheira mesmo. O tempo todo, até em casa, e nos dias de folga! Por aqui, no CENA CRUA, ela vai escrever mensalmente sobre suas experiências mais transformadoras, dentro e fora da cozinha.

+ O que tem pra hoje: comida criativa, rápida e saudável

Você pode também gostar de

2 Comentários

  • Reply
    Silvana
    agosto 17, 2019 at 10:36 pm

    Amei muita luz, gratidão!

    • Reply
      Lila Guimarães
      agosto 24, 2019 at 3:08 pm

      Obrigada. Silvana! Venha nos visitar aqui no blog mais vezes! Bjus

    Deixe uma resposta