Viagens

Na vida boa da Sicília

18261036_1573559382677747_416398314_o

Estamos na Sicília! Com os amigos que acompanham o Instagram @lilaguima ficou a curiosidade sobre o destino e tudo mais. Nossa viagem ainda está em curso e nem tudo vou conseguir contar por agora, va bene?

Há mais de um ano eu venho escrevendo e editando as revistas da Donato Viagens, uma agência especializada em viagens em grupo. Com eles, aprendi a desejar ainda mais o mundo.

Mesmo sentada especulando sobre cada um dos destinos programados anualmente, de certa forma, eu pude imaginar e sentir um pouco do que seria estar na Itália, no México, no Canadá… assim como em sonho naveguei pelo Rio Reno, pela Amazônia e tantos outros destinos incríveis. A força do pensar e do querer é tanta, tanta, que hoje escrevo da Itália. Vim em missão especial: preparar textos que celebram os 20 anos da Donato Viagens!

Sim, desta vez eu vim e a ficha já caiu! Por isso, agradeço ao Universo em todo canto por aqui. As árvores já conhecem minha voz, os garçons que me atendem notaram o meu nariz avermelhado quando me emociono e todos do grupo sabem que morro de saudades dos meus pais. A Itália é a cara deles!

Bom, como tudo ainda está acontecendo e eu não tenho as fotos oficiais da viagem, vou contar o essencial e mostrar alguns cliques feitos com o celular (algumas eu roubei do Victor Affaro).

Chegamos à Itália por Roma, onde esperamos 7 horas até a conexão para Reggio di Calabria, cidade litorânea que tem sua costa considerada como uma das mais lindas do país. Desembarcamos no Aeroporto Fiumicino (FCO), que fica cerca de 50 quilômetros do centro da cidade.

Com poucas horas para o deslocamento até o coração de Roma e muita vontade de tomar um bom café da manhã por lá, resolvemos fazer um “corre”. No final do terminal 2 do FCO tem uma estação de trem. O mais fácil e indicado pelo simpático bilheteiro era saltar em Ostiense (cerca de 40 minutos de viagem) e de lá caminhar poucos metros até o metrô.

Lá fomos em direção à parada histórica das mais disputadas no mundo, o Coliseu (estação de metrô Colosseo)! Não dá para acreditar no tamanho da arena, no tempo de vida daquelas ruínas e nas histórias que aconteceram ali. É de deixar qualquer um tonto!

18236660_10158648197905574_1341668854_oTodo o entorno é um sítio arqueológico protegido, um patrimônio mundial de cultura que ocupa uma boa parte da cidade unificando suas cores e o tom épico da região. Circulamos rapidamente pelos Foros e entramos nas ruelas estreitas e pitorescas em busca do tal café. Um capuccino (the real one) e uma panini com mozzarella de búfala e parma, para começar!

Pedimos o conto (em italiano é assim que se pede a conta) e corremos ainda mais. Tínhamos apenas 2 horas e meia em Roma.

Assim como nós, as pessoas ali estavam agitadas! Os enormes gestos italianos preenchiam as  ruas e nos faziam esbarrar em senhoras nervosas (de saco cheio de turistas deslumbrados que não prestam atenção por onde pisam, especialmente, em seus cachorrinhos).

De repente, tudo pode ficar tenso, ainda mais com pressa. Muitas mulheres pedem dinheiro e não gostam de negativas. Dá vontade de sair correndo, mas aí a gente lembra que tem moto de tudo que é jeito e tamanho pra cima e pra baixo e o tempo todo.

Quando tudo parece uma furada, uma casinha verde toda coberta por trepadeiras, a La Casetta a Monti (eu estava sem bateria e não consegui fotografar a casa), fez o tempo parar. Passamos 10 minutos ali, muito bem aproveitados. Provamos o tiramisù mais cremoso e maravilhoso da minha vida! Abrimos os trabalhos para a surra italiana de lactose, ecco!

18261126_10158648199350574_2086059873_oDepois, voamos para o aeroporto e finalmente embarcamos para Reggio di Calabria, ao sul do país! Lá, prédios com arquitetura rica e diversa, museus, restaurantes e sorveterias beiram o mar azul-claro com a borda transparente como poucas praias no mundo.

18236250_1571658359534516_433821103_o

18260834_1571660752867610_191422014_o

18302105_10158648197000574_616319211_nFicamos um dia e meio na cidade. Comemos muito bem e circulamos surpresos com o movimento agitado no domingo já pela manhã. De lá partimos para Sicília em uma balsa enorme com carros e ônibus de turismo, em uma travessia rápida e muito agradável!

18261544_1571658289534523_1411749448_o

18236345_1571642186202800_1129905619_oNo mediterrâneo, a Sicília é alvo certo dos apaixonados pela cultura italiana. Repleta de pequenas cidades, hotéis e lojinhas, além de monumentos antiquíssimos, igrejas e praças. A ilha é metafísica e portais no tempo estão sempre abertos para quem se permite esse mergulho.

18261036_1573559382677747_416398314_oFicamos em Taormina (onde ainda estou e de onde parto amanhã cedo), a cidade mais turística da ilha. A estada aqui pode ser demasiadamente turística, como uma visita ao “folclore” italiano, ou nos apresentar as vantagens de olhar sempre para os detalhes, de estar atento aos cantinhos escondidos, aqueles menos badalados e nem por isso menos interessantes. Tem que ir, vasculhar, comer, rezar e amar!

18289794_10158648191820574_158366656_oAproveitei para tirar a barriga da miséria e me dedicar a paixão pelos frutos do mar, com pasta e vinho. Provei a verdadeira panna cotta com calda de frutas do bosque (aqui a panna cotta é cremosa e não tem gosto de gelatina com açúcar!) e o vinho de amêndoas (duas garrafas já descansam em plástico bolha na minha malinha). Papai vai adorar e mamãe também, ele é docinho e acompanha sobremesas! Também pode ser usado no preparo do tiramisù (dica da vendedora).

18260793_1572592912774394_1878907101_o

Fomos ao Teatro Antico di Taormina (um capítulo a parte), ao Jardim Público, passeamos por Castelmola, vimos o Etna em atividade e descobrimos a Isola Bella, uma ilhota onde foi rodado o filme Divorzio all’italiana com Marcello Mastroianni (existem muitos vídeos com cenas do filme nos quais a ilha aparece bem, como esse link aqui).

18260787_1572593042774381_1022205349_oAlém da programação prevista no roteiro da Donato, tivemos dias livres e cada um do grupo ou grupos dentro do grupo aproveitaram como quiseram. Aqui rola um clima de amizade muito natural e gostoso (aliás, estamos conhecendo pessoas maravilhosas!). Algumas delas foram à Gruta de Taormina, ou passaram o dia na cidadezinha de Naxos. Outros visitaram as Ilhas Eólias em um passeio mais longo que dura o dia todo.

Daqui, vamos para Agrigento, Marsala, Palermo e Roma. Arrivederci!

+ Conheçam a Donato Viagens, a agência que eu indico de olhos fechados para meus pais, sogros, tios e todos que preferem viajar em grupo.

+ Pensione Svizzera: onde ficamos em Taormina

Você pode também gostar de

error: